Você sabe a diferença entre problematização e hipótese?

A Problematização, ou Pergunta Problema (ou ainda Problemática) de sua pesquisa, se formula como uma questão. Já a hipótese é uma afirmativa, que pode estar relacionada ou não, com sua problematização!

Ainda confuso? Fique tranquilo, vou dar um exemplo pronto de problematização e de hipótese. Aposto que vai ficar bem mais fácil entender  😉

Como fazer uma problematização para TCC?

A partir da formulação de sua Monografia ou TCC, algumas questões ficam evidentes. A Problematização ou Pergunta Problema é a questão principal de seu TCC, que no decorrer de sua pesquisa os dados coletados pretendem responder. Ou seja, a sua pesquisa pretende responder a uma questão, uma pergunta sobre o tema.

Essa questão principal é a problematização da pesquisa!

Logicamente, deve ser uma pergunta possível de sua pesquisa responder, ok?!

Não invente algo que ninguém consegue responder através de pesquisas. Do mesmo modo como você delimitou o tema para conseguir produzir seu TCC, a Pergunta Problema tem que ser inquietante, delimitada, clara e possível de se responder.

Aprenda mais nestes outros artigos:

Quer um exemplo pronto de pergunta problema?

Vamos imaginar que seu trabalho fale de design gráfico como tema. Assim, imaginamos também que dentro do tema design gráfico, você está escrevendo sobre “a utilização de novos recursos tecnológicos no design gráfico de revistas de moda“, que é sua delimitação do tema, certo?!

Então sua problematização pode ser: “Partindo do que é observado nas revistas de Moda “X” e “Y”, e levando em consideração a excessiva utilização de recursos tecnológicos na construção do design gráfico das revistas, a presente pesquisa reúne vários exemplos coletados no intuito de responder ao problema de pesquisa: Existe uma repetição e padronização de itens visuais na formulação do design gráfico das revistas de moda?

Importante: Na verdade a questão principal é somente:”Existe uma repetição e padronização de itens visuais na formulação do design gráfico das revistas de moda?” Mas devemos sempre fazer uma introdução para mostrar como chegamos na questão, ok?

Entende como funciona a Pergunta Problema (ou Problematização) agora?

Sempre haverá uma questão principal levantada pelas informações que sua Monografia ou TCC irá apresentar.

Sei que as vezes ainda fica confuso sobre tantas questões a levantar para fazer uma simples pesquisa. Sei também que alguns alunos até sabem o que querem, mas têm dificuldades de colocar no papel suas ideias. Ou mesmo, passam horas em frente ao computador sem conseguir escrever uma ou duas páginas. Se for seu caso, dê uma olhada nestas opções pagas (tem pra todos os bolsos) que têm ajudado a muitos alunos – Formas de Facilitar sua Pesquisa.

Como fazer uma formulação de hipótese para TCC?

Como fazer uma formulação de hipótese para TCC?

O levantamento de uma hipótese em um Trabalho de Conclusão de Curso geralmente não é obrigatório. Mas torna o trabalho mais instigante ao leitor (ou a banca) e com um super diferencial!

Levantar uma hipótese numa monografia é um trabalho que traz um propósito para a pesquisa, para o TCC. Imagine você, escrever páginas e páginas e conseguir confirmar (ou não confirmar) sua hipótese?

Sim, uma hipótese levantada por sua monografia, pode não ser confirmada ao final da pesquisa. O que não invalida nem desclassifica todo o seu trabalho, ok?! Ela continua fazendo parte de todo o conteúdo pesquisado e desenvolvido, e vem como uma resposta a toda sua análise!

Se você ainda não sabe o que é uma hipótese ou como construir uma hipótese para seu TCC, siga estas orientações e coloque este diferencial na sua monografia!

Uma boa dica é que, escrever uma hipótese não deve ser por meio de uma pergunta. E sim é uma afirmativa. Assim você afirma uma questão – você supõe algo em seu TCC – e durante sua pesquisa, vai confirmar ou não a hipótese no final da pesquisa.

Associando a problematização com sua hipótese

Outra boa dica é associar sua problematização (ou pergunta problema) com sua hipótese. Tendo a hipótese como sua provável resposta, ou seja, a hipótese pode ser a resposta da sua problematização, dada antes que sua pesquisa esteja concluída com a responda.

Quer um exemplo de hipótese pronta?

Uma hipótese funciona como uma suposição. Vamos imaginar o mesmo TCC acima apresentado. Que seu trabalho fale de design gráfico, com a mesma delimitação do tema, ok!?

Então o parágrafo que apresenta sua hipótese na introdução pode ser: “Tendo a pesquisa analisado toda influência da tecnologia, e observando que a utilização deste aparato padroniza e traz repetição de recursos visuais, a hipótese levantada por esta pesquisa é que: A massiva utilização da tecnologia, gera uma repetição de recursos – presente nos materiais impressos – e torna o design gráfico das revistas de moda uma padronização de resultados visuais”

Percebe como fica uma afirmativa? Você afirma na sua pesquisa uma informação, e durante sua pesquisa vai comprovar ou não se sua hipótese está correta! Sei que parece confuso e às vezes está bem na nossa frente mas não enxergamos.

Eu mesmo quando aluno, custei a “pescar” o que era essa tal de hipótese. E como gosto de deixar bem explicado, mesmo que fique repetitivo para o aluno, veja o comentário desta aluna abaixo que também precisava fazer sua hipótese e problematização.

Veja como ficou claro para ela depois de algumas orientações. Siga o raciocínio para aplicar em sua pesquisa, mesmo que o tema dela seja diferente, ok!?

Veja que ela já tinha todas as informações na cabeça sobre a pesquisa, faltou somente um direcionamento, uma orientação. Preste atenção no tema dela: “comparação de procedimentos de ensino direto de intraverbais de categorias em crianças com autismo”.

Percebe como a problematização estava inserida no tema? E na sua pesquisa, onde está a pergunta problema?

Sobre a hipótese da pesquisa da Fernanda, e provavelmente com a sua também, a afirmativa estava em algo que ela já poderia “supor” ser a resposta da pergunta problema.

Quer reforçar mais a questão da Problematização? Leia este outro artigo aqui. Ou aproveite nossos artigos abaixo.

Leia outros artigos em destaque:

Foto do livro: “pexels