Se você deseja saber quais são as partes de um TCC e também quais seriam as partes de um projeto de pesquisa, você veio ao lugar certo!

Quando estamos cursando o ensino superior é comum que nos seja solicitado uma série de trabalhos acadêmicos escritos, independente de nossa área de formação, não é mesmo?

Conforme avançamos no curso que estamos fazendo, e vamos nos encaminhando para a reta final, chegamos na parte da produção do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC), e nesse momento é comum surgirem dúvidas do tipo:

  • Quais são as partes e itens de um TCC?
  • São as mesmas partes de um projeto de pesquisa?
  • Existe uma estrutura fixa para essas produções textuais?
  • Quais são as normas vigentes?

Além disso, antes mesmo de fazermos o TCC final, precisamos desenvolver um projeto de pesquisa de TCC.

Tenha em mente que estes dois tipos de trabalhos acadêmicos não possuem exatamente a mesma estrutura.

Por isso, no artigo de hoje você terá acesso a um conteúdo exclusivo explicando como é a divisão e formato desses tipos de textos. Além de ver nossas sugestões que vão orientar como fazer cada parte da sua pesquisa.

Estrutura de um TCC pela ABNT

Conhecendo as partes que estruturam um TCC

Principais partes de um TCC

Antes mesmo de apresentar as principais partes do TCC, você precisa saber que, embora tenhamos uma estrutura mais comum, pode ser que ela sofra algumas alterações, dependendo da universidade na qual você esteja inserido.

Portanto, é sempre importante, quando for começar seus escritos de TCC, que consulte seu orientador, ou a secretaria acadêmica, e até mesmo a biblioteca de sua universidade, questionando se existe algum template pronto, contendo a estrutura de um TCC conforme é cobrada pela instituição.

No entanto, e de modo geral, saiba que as universidades seguem padrões definidos pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) e essa entidade sim, tem uma estrutura padronizada que iremos focar no artigo de hoje.

A ABNT e as divisões do TCC

Seguindo as normativas da ABNT, podemos elaborar nosso TCC com as seguintes partes constituintes:

  1. Parte externa: capa.
  2. Elementos Pré-Textuais: folha de rosto, folha de aprovação/errata, dedicatória, agradecimentos, epígrafe, resumo, sumário, lista de ilustrações, abreviaturas e siglas.
  3. Elementos Textuais: introdução, desenvolvimento (entra metodologia e referencial teórico), conclusão.
  4. Elementos Pós-Textuais: referências bibliográficas, glossário, apêndices, anexos e índice.

Dentre os itens do TCC mencionadas acima, existem algumas que não são consideradas obrigatórias, ou seja, você pode usar se quiser e achar pertinente, são elas:

  • Errata;
  • Dedicatória;
  • Agradecimentos;
  • Epígrafe;
  • Lista de ilustrações;
  • Lista de tabelas;
  • Lista de abreviaturas e siglas;
  • Lista de símbolos;
  • Glossário;
  • Apêndice;
  • Anexos;
  • Índice.

Vamos conhecer cada uma destes itens da composição do TCC?

Explicando as Partes de um TCC ABNT

Entenda as definições dos itens do TCC segundo a ABNT

Definições das partes e itens do TCC, segundo a ABNT

Se você desconhece os itens do TCC que foram mencionados (principalmente as obrigatórios), não se preocupe!

Separamos uma lista com a conceituação dos termos que mais deixam os acadêmicos com dúvidas, para que você saiba exatamente o que escrever em cada tópico. Vamos lá!

  • Capa

É o primeiro elemento identificador do TCC do acadêmico. Nela você deve inserir os principais dados que identificam a sua universidade, curso, além de inserir seu título de estudo, seu nome completo, ano e local de produção.

Outro detalhe importante é que essa página não deve ser numerada, segundo normas da ABNT.

  • Folha de Rosto

Esse apartado também serve para identificar o trabalho feito e irá constar de alguns elementos iguais aos da capa, começando pelo nome do autor, seguido de título e uma breve descrição do objetivo do trabalho.

  • Resumo

O acadêmico precisa inserir um resumo em língua materna e outro em língua estrangeira, e nesta parte deve expressar, brevemente, tudo o que o leitor encontrará na totalidade do trabalho.

  • Sumário

O sumário tem como principal objetivo organizar as seções do TCC e mostrar ao leitor quais serão as principais discussões (capítulos) que o autor apresentará, bem como, em que página encontrará cada capítulo/item, etc.

  • Introdução

Como o próprio nome já diz, essa parte do TCC introduz ao leitor, o que ele irá encontrar ao longo do trabalho, apresentando tema, questão problema de pesquisa, os objetivos do estudo, a metodologia que dará suporte a pesquisa e os principais teóricos que ajudarão o autor a fundamentar seus dizeres e análises.

  • Desenvolvimento

No desenvolvimento do estudo apresentados as principais discussões a que o estudo se debruça, sempre intercalando entre as ideias do autor e dizeres de outros teóricos que possam dar maior embasamento à fala do pesquisador.

  • Conclusão

Nessa parte, o autor poderá demonstrar mais sua perspectiva pessoal sobre o tema e que conclusões se chegou depois do estudo realizado.

Algumas universidades preferem denominar as conclusões como “Considerações Finais”, uma vez que determinados estudos não objetivam concluir nenhuma tese ou afirmação, apenas contribuem para algo já existente, ou deixam a questão em aberto para o debate com outros autores.

  • Referenciais Bibliográficos

Esse apartado deverá constar logo após a conclusão do estudo e precisa apresentar uma relação de todos os autores e documentos que foram mencionados ao longo do TCC.

ATENÇÃO! Não podemos esquecer-nos de mencionar nenhum autor que embasou nosso TCC, caso contrário podemos ter o trabalho negado por plágio.

A melhor dica é não deixar de fazer essa lista apenas no final da escrita, ou seja, sempre que descobrir um autor ou documento novo e mencioná-lo em seu texto, já faça a referência na parte dos referenciais bibliográficos, por segurança e para evitar esquecer e ser cobrado por isso, posteriormente.

Além disso, seguir as normas da ABNT é imprescindível. Aliás, fique de olho nessa parte, pois a cada ano a ABNT faz pequenas alterações nas normativas para os referenciais bibliográficos e precisamos padronizá-lo com obrigatoriedade.

Partes do Projeto de Pesquisa pela ABNT

As partes do Projeto de Pesquisa são diferentes do TCC

Partes de um Projeto de Pesquisa

Por outro lado, as partes que constituem um projeto de pesquisa são outras, uma vez que esse tipo de texto possui um formato intermediário, no sentido de que antecede a pesquisa final (neste caso o TCC), e em cujo desenvolvimento deve estar evidente a proposta a ser realizada.

Desse modo, os elementos que constituem um projeto de pesquisa são os seguintes:

  1. Pré-Textuais: capa, folha de rosto, resumo, sumário.
  2. Elementos Textuais: introdução, justificativa, objetivos (geral e específicos), metodologia.
  3. Pós-Textuais: Referências, cronograma e anexos.

Vale destacar novamente que, este é um formato recomendado pela ABNT, mas dependendo da instituição que solicite o projeto de pesquisa, pode ser que o projeto sofra algumas alterações em seu formato. Portanto, fique atento a isso!

Aprenda mais com este Passo a Passo – Pré-Projeto de Pesquisa Pronto → Exemplo Comentado

Conclusão e dúvidas

Como você pode observar através do nosso conteúdo de hoje, existem partes de um TCC que não necessariamente aparecem em partes de um projeto de pesquisa e vice versa.

É importante ter bem clara essa diferença, uma vez que é comum vermos acadêmicos que constroem projetos dentro de modelos de TCC e acabam sendo reprovados, ou ao contrário.

Como vimos, as seções de um TCC mudam um pouco, e o projeto precisa ser visto pelo acadêmico como o pontapé inicial para um estudo maior, neste caso o TCC.

Normalmente, o acadêmico faz em um semestre o seu projeto de pesquisa, defende a sua proposta, e apenas depois de ter essa parte aprovada é que pode dar continuidade aos seus estudos, avançando na escrita para chegar ao trabalho de conclusão (TCC).

Esperamos que o conteúdo de hoje tenha deixado essas diferenças mais claras e que a partir de agora, você possa desenvolver seus textos sem nenhuma dificuldade.

Ficou com dúvidas, escreva-nos! Se você gostou do nosso artigo de hoje, deixe seu comentário e por favor, compartilhe!

Aproveite nossos outros artigos: