No artigo de hoje vamos trazer informações para você elaborar o projeto de pesquisa sobre feminicídio e violência doméstica. Dicas e sugestões para este campo fértil de discussões, tendo em vista que o Brasil ocupa atualmente o 5° lugar no ranking de mortes a mulheres.

Infelizmente, em todo o território nacional o feminicídio, a violência doméstica e a violência contra a mulher são realidades cada vez mais presentes. Com isso, uma forma de dar maior visibilidade para uma pauta como essa, é fazendo pesquisas de âmbito acadêmico.

Esse tipo de temática pode aparecer em produções científicas, principalmente dentro das áreas de ciências sociais e direito.

Além disso, quando nos dispusemos a pesquisar um tema como o feminicídio estamos adentrando em um campo que não é tão explorado, como ocorre com outros temas, garantindo assim, um estudo único e original.

Aliás, esse tema pode aparecer principalmente em trabalhos de conclusão de curso (TCC), podendo ser abordado sobre diferentes perspectivas, dependendo do seu interesse pessoal como pesquisador.

Pesquisando sobre Feminicídio, Violência Doméstica e Violência Contra a Mulher

Conhecendo o que é Violência e Feminicídio

Conceito de Feminicídio e Violência Doméstica

Podemos compreender que o conceito de feminicídio é a forma mais grave de violência contra as mulheres, e é tema de muitos projetos de pesquisa sobre a violência doméstica, pois é um tipo de agressão que acaba em morte da vítima.

Geralmente esse tipo de crime ocorre quando as mulheres são oprimidas, discriminadas, desprezadas, sofrem desigualdade, em função do sistema cultural que associa a mulher ao sexo frágil e submisso.

Se formos fazer um mapeamento de quem comete esse tipo de crime, na maioria das vezes são os próprios parceiros das mulheres (marido, namorado, ex-parceiro, etc.).

As motivações alegadas pelos criminosos nestas instâncias é que foram movidos por ciúmes e sentimento de posse de suas parceiras.

Infelizmente, antes mesmo de cometerem o crime de feminicídio, geralmente as mulheres passam por uma série de agressões domésticas, sejam verbais ou físicas, abusos sexuais, relacionamento abusivo, entre outros. 

Desde 2015 o feminicídio passou a ser considerado como crime hediondo figurando na Lei n° 13.104/2015.

Essa lei geralmente é explorada em muitos projetos de pesquisa sobre violência contra a mulher, tendo em vista que ela prevê todas as condições pelas quais podemos caracterizar um crime de feminicídio.

O fato de existir uma legislação específica sobre esta temática acaba abrindo um enorme leque de possibilidades para pesquisas, pois com o respaldo da lei, o pesquisador pode fundamentar sua tese sem nenhum problema.

Dicas para Elaboração de Projetos de Pesquisa sobre Feminicídio e violência doméstica

Confira as dicas para elaborar um bom projeto

Principais dicas para a elaboração de projeto de pesquisa sobre feminicídio

Caso esteja pensando em desenvolver um estudo dentro da temática de feminicídio, ou um projeto de pesquisa sobre violência doméstica especificamente, antes você precisa acessar as dicas que iremos apresentar logo abaixo:

Dica 1– Faça um recopilado de todas as informações necessárias para desenvolver este tema de estudo 

Essa dica é valiosa para qualquer tipo de projeto de pesquisa, tendo em vista que trabalhos de cunho acadêmico ou científico precisam de todo um embasamento teórico para que sejam desenvolvidos de forma plena.

Sendo assim, a partir do momento que você decidir que fará um projeto voltado para o tema feminicídio, deverá concentrar seus esforços para buscar todas as informações possíveis sobre o tema.

Isso inclui procurar documentos legais, tais como a legislação vigente sobre o tema, analisar o que os teóricos da área estão produzindo de pesquisas sobre o tema, ou até mesmo coletar relatos e dados que possam dar respaldo para a proposta pretendida.

No caso de um projeto de pesquisa sobre violência contra a mulher, é possível coletar informações importantes através de documentos legais, tais como a Lei Maria da Penha, já que é o melhor referente legal que temos no Brasil, e que dá respaldo para proteger as mulheres. 

Um problema de pesquisa que pode acabar dando bastante pano pra manga na hora de desenvolver um projeto de pesquisa é desenvolver um estudo problematizando sobre a real aplicabilidade desta lei.

Isso porque sabemos que os casos de feminicídio e violência doméstica aumentam mais e mais a cada ano. Logo, isso demonstra que em algum sentido a lei está sendo falha.

Faça um projeto que vise analisar aspectos como esse, tendo em vista que será uma grande contribuição para a área, podendo levar a uma maior compreensão da lei e até mesmo sugerir possíveis alterações que a torne mais efetiva.

Claro que para levantar novas teorias e lançar possíveis mudanças, antes você precisará ter todo o embasamento teórico que possa fundamentar a sua tese, pois em produções acadêmicas e científicas não podemos fazer um estudo pautado em “achismos”.

Dica 2– Faça uma pesquisa para o projeto que envolva vítimas reais de violência doméstica

Essa parte é bastante delicada em um estudo, mas se você conseguir trabalhar com grupos de mulheres que sofreram algum tipo de violência doméstica, terá ainda mais respaldo para lançar suas teses sobre este tema.

As pesquisas de campo dão um bom suporte para qualquer projeto e contribuem, e muito, para o amadurecimento do pesquisador, já que ele precisa estar imerso nos seus contextos de estudo para poder estudá-los.

Se conseguir elaborar um questionário ou entrevista, em que tenha relatos que possam ser analisados, melhor ainda.

Lembrando que muitas vítimas podem não querer mostrar o rosto ou expor o nome, mas nada disso lhe impedirá de coletar as informações, pois você pode criar nomes fictícios para essas vítimas, garantindo a integridade dos seus dados e das mulheres.

Quem trabalha com pesquisa de campo geralmente quer transcender a teoria e deseja trabalhar com algo mais prático e que se aproxime da realidade.

Dica 3– Demonstre no seu projeto qual é a problemática e uma solução para o estudo proposto

Todo projeto de pesquisa precisa ter a apresentação da problemática do estudo, pois é neste tipo de apartado que revelamos aos nossos leitores a proposta temática dentro do nicho macro do feminicídio e violência doméstica.

→ Se você precisa de um auxílio sobre a problemática, leia: Exemplos prontos de Problematização e Hipótese em TCC

É imprescindível que seu estudo não fique abordando o tema de forma genérica, mas que busque apresentar formas que possam melhorar o quadro atual do feminicídio no Brasil.

Também poderá apresentar algumas orientações para o público feminino, tais como a importância de denunciar casos de violência doméstica e de conhecer as leis vigentes que protegem este público. 

Dica 4– Analise e escolha a melhor metodologia de estudo

O projeto de pesquisa violência doméstica também precisa pensar no apanhado metodológico do estudo, pois é onde desenhamos de forma mais detalhada os procedimentos que irão sustentar nosso estudo para o seu pleno desenvolvimento.

Lembrando que é importante pensar na metodologia, até mesmo quando formos fazer um pré-projeto de pesquisa sobre feminicídio ou violência doméstica, pois assim damos maior credibilidade e coerência para o estudo realizado.

Sendo assim, na hora de escrever a sua metodologia, você precisa conhecer de modo aprofundado sobre todo o histórico do feminicídio, não só em nível nacional ou mundial, mas podendo fazer até mesmo um recorte local. 

Sugestões de temas de pré-projeto de pesquisa - violência doméstica e feminicídio

Aprenda alguns temas para Pré-projeto sobre Violência Doméstica e Feminicídio

Algumas possibilidades de temas para pré-projeto de pesquisa sobre violência doméstica e feminicídio

Veja a seguir algumas dicas de temas que podem ser abordados em um pré-projeto de pesquisa:

  • Entendendo o conceito de feminicídio à luz das leis vigentes em todo o território brasileiro;
  • Contextualizando o feminicídio e a violência doméstica no Brasil;
  • Lei do Feminicídio;
  • Mapeamento sobre os principais perfis das vítimas de feminicídio em todo o território brasileiro;
  • Cultura do feminicídio: um estudo de caso;
  • Compreendendo as instâncias que levam os criminosos à prática de feminicídio;
  • A problemática da denúncia de feminicídio: o que as mulheres temem?

E aí? O conteúdo de hoje foi útil para você?

Já decidiu com qual tema irá trabalhar no seu projeto de pesquisa?

Se gostou de nosso conteúdo, compartilhe!

Leia mais em nossos outros artigos: