Quem pode fazer Mestrado? Conheça passo a passo quais são os requisitos para fazer o Mestrado. O que é preciso para prestar uma seleção para o curso? Você vai entender o que é necessário e saber por onde começar.

Além de compreender os requisitos, também vai aprender o que precisa para fazer mestrado. Isso por que vamos lhe apresentar as etapas da fase de classificação, indicar artigos que vão lhe orientar como preparar seu projeto, que tipo de mestrado escolher, falar de bolsas e muito mais.

Prepare-se e fique por dentro do mundo acadêmico da pós-graduação! Veja o que você vai encontrar em nosso artigo:

Há requisitos para fazer um mestrado?

Entenda quais os requisitos para fazer uma pós-graduação de mestrado

Há requisitos para fazer um mestrado?

Para começar, o curso de mestrado tem como pré-requisito indispensável a graduação em nível superior em qualquer área do conhecimento e em qualquer modalidade, seja cursos da área da licenciatura ou do bacharelado. Sem essa formação não é possível obter acesso ao curso de mestrado.

Isso porque o curso de mestrado é uma pós-graduação, ou seja, cursado após realizar a graduação. Mas existem algumas situações peculiares que são as respostas às perguntas de nossos visitantes que querem saber dos requisitos mínimos para poder fazer o Mestrado.

Aí é que está! Veja nossas dicas a seguir.

A fase de seleção para do curso de Mestrado

Para ingressar no curso de mestrado existe a fase anterior que é a fase de seleção para ingresso na pós-graduação.

→ É possível que nessa fase de seleção para ingresso no mestrado até a realização da matrícula, ainda não se tenha concluído a graduação. Ou seja, se você está cursando o último ano de faculdade já pode realizar a seleção, tendo em vista que, se obtiver aprovação, deve apresentar no ato da matrícula, documento que comprove a conclusão da graduação, caso ainda não tenha o diploma em mãos.

Para essas situações, pode até mesmo ser requerido à universidade uma solicitação para colação de grau especial, para efetivação da matrícula no curso de mestrado, caso obtenha êxito na seleção. Em alguns programas de pós-graduação é aceito que o candidato possa apresentar o histórico da graduação do curso totalmente integralizado para efetivar sua matrícula.

Esse é o único requisito fundamental e indispensável para se cursar essa pós-graduação: comprovar a conclusão do curso de graduação no momento da matrícula.

Quem pode fazer mestrado?

O que é preciso para fazer a pós-graduação Mestrado?

Quem pode fazer mestrado? O que é preciso e necessário para fazer a pós-graduação?

Todos que são portadores de diploma de nível superior podem ingressar no curso de mestrado, especializações e MBA – Master of Business Administration. Se já possui o diploma, você já pode fazer o mestrado!

Mas há sim vários outros requisitos que podem elevar significativamente suas chances de obter êxito e aprovação com excelente classificação na seleção para fazer o mestrado, o que geralmente possui benefícios.

Obter uma excelente classificação na seleção para o mestrado, conseguindo ficar entre os três primeiros aprovados, geralmente tem suas vantagens, sendo, a principal delas, a possibilidade de se conseguir obter uma bolsa de estudos. Dependendo do programa de pós-graduação, os três primeiros candidatos são contemplados.

→ Aí vai uma dica: quanto mais consolidado for o programa de pós-graduação (quanto mais tempo ele existir) e quanto maior for a pontuação do programa na avaliação da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), maior as chances de obtenção de bolsas, porque o programa possui mais recursos financeiros.

As notas dos programas de pós-graduação variam de 3 a 7 pontos, procure pela nota do programa que irá realizar a seleção do mestrado aqui.

Aprenda mais em nosso site:

Mestrado: por onde começar?

Quero fazer mestrado. Por onde devo começar?

Por onde começar? O que pode elevar a nota de classificação no processo seletivo para o mestrado?

Agora que você já sabe quem pode fazer o curso de Mestrado, sabe das exigências mínimas e sabe também que precisa ser aprovado(a) para entrar num curso de Mestrado, vamos ver passo a passo as etapas do processo de seleção, para entender por onde começar para entrar para o Mestrado.

O processo seletivo do mestrado possui várias etapas que mesclam avaliações de diferentes formas para testar, ao máximo, as habilidades e conhecimentos dos candidatos, pois consiste em uma formação de pesquisadores de alto nível acadêmico.

Será demonstrado a seguir, as etapas/fases de seleção mais comuns para ingresso no curso de mestrado, com os principais requisitos de cada uma delas para se obter uma melhor classificação no processo seletivo.

Etapas necessárias para fazer o Mestrado

Lembrando que, essas etapas, as quantidades de etapas e a ordem das provas, dependem do edital específico de cada programa de pós-graduação. Os editais são definidores das normas do processo seletivo e geralmente são publicados na mesma época do ano.

→ Essa é mais uma dica! Se você já escolheu o programa de mestrado, verifique no site quando foi a última seleção e esteja atento para quando será a próxima, verificando quais etapas foram realizadas e a ordem que aconteceram na última seleção. Quando há mudanças nos editais de um ano pro outro, não são significativas. Isso lhe dá alguma vantagem para se preparar melhor. :-)

Prova escrita é um dos requisitos para entrar no mestrado

Prova escrita é uma etapa importante para se classificar no Mestrado

Etapa necessária para Mestrado: Prova escrita

Na prova escrita há alguns requisitos que se pode destacar para se fazer mestrado, confira!

Uma das condições é ter bastante conhecimento teórico na área pretendida, o que, geralmente, é obtido durante todo percurso formativo da graduação, caso tenha se dedicado à sua formação.

Mas apenas os estudos da graduação não são suficientes para obter uma boa nota na prova escrita, pois a exigência é alta e depende também de que se a escrita tenha coesão, coerência, português correto e linguagem objetiva.

Geralmente as provas escritas são de elaboração de um texto dissertativo argumentativo, sem limites de laudas (ou com limite), por isso o candidato deve apresentar competência técnica e teórica na escrita, bem como domínio do assunto e não “fugir do tema” proposto. Se você tem dificuldades com escrita, a sugestão é realizar um curso rápido de redação acadêmica.

Nos editais geralmente são especificados os temas a serem sorteados para elaboração prova por meio da liberação de uma lista de pontos (que podem variar em quantidade, de 2 pontos até 10 pontos). Na maioria das vezes, libera-se também uma bibliografia complementar. Nesse caso, o candidato deve estudar os pontos e as bibliografias indicadas.

Mas, há programas que não deixam nada explícito no edital, não liberam pontos e nem mesmo bibliografia para estudo. Nesse caso, a seleção é mais complexa e exige maior estudo, pois não se sabe o que esperar para prova escrita. Quando isso ocorre, geralmente, no dia da prova, são colocados fragmentos de textos para que se elabora a dissertação a partir dos enunciados propostos.

Resumindo, basicamente, para prova escrita são requisitos: ter conhecimento teórico acumulado na área do curso que se pretende fazer o mestrado; ter competência técnica (gramatical e ortográfica) para escrita da prova.

Etapa de proficiência em língua estrangeira

Para essa etapa, como está claro no título, o pré-requisito é comprovar a proficiência em uma língua estrangeira (que você pode optar).

Para isso, algumas universidades ofertam as provas de proficiência na própria seleção do mestrado. Outros programas permitem que a proficiência seja obtida no decorrer do curso de mestrado, tendo que apresentar a proficiência até o término do curso.

A proficiência pode ser obtida por meio de exames reconhecidos como TOEFL e o IELTS. Se você fez uma seleção de mestrado e foi aprovado nessa etapa, mas não foi aprovado na classificação final ou, não foi aprovado em alguma outra etapa, alguns programas aceitam a aprovação de outras seleções de outros programas, desde que esteja dentro de um prazo limite de validade do exame.

Em alguns programas essa etapa é apenas classificatória e em outros é eliminatória e classificatória. A prova consiste, na maioria das vezes, em tradução de conteúdo. Em alguns programas pode-se utilizar dicionário e em outros não é permitido.

Etapa de aprovação do projeto de pesquisa

Saber preparar um projeto de pesquisa para Mestrado é essencial

Etapa de aprovação do projeto

Essa etapa é determinante para aprovação do candidato. Vejamos os principais requisitos para se obter sucesso.

Além de demonstrar as mesmas competências da prova escrita, o candidato deve demonstrar profundo conhecimento sobre o tema a ser investigado e apresentar um bom recorte temático, que seja exequível no tempo proposto para realização do mestrado.

O projeto deve seguir todos os padrões das normas da ABNT para elaboração de projetos científicos e as normas preconizadas no edital. Nessa etapa, recomenda-se que o candidato obtenha auxilio especializado para elaborar um projeto fundamentado e estruturado da melhor maneira possível. Você pode encontrar mais informações neste outro artigo: Como Fazer um Projeto de Pesquisa para Mestrado.

Resumindo, os requisitos necessários são: competência técnica e teórica para escrita; conhecimentos sobre processos de pesquisa científica, conhecimento do edital de seleção e itens requeridos para elaboração do projeto e conhecimento das normas da ABNT. Fique tranquilo(a), você encontra todas estas informações em nosso site.

Etapa importante para Mestrado: entrevista

Esta é uma etapa vinculada a aprovação do projeto. Ao conseguir aprovação do projeto o candidato é convocado para comparecer em uma entrevista perante uma banca avaliadora.

Essa etapa é extremamente subjetiva, portanto, exige:

  1. Conhecimento profundo de todo projeto;
  2. Formação teórica sólida sobre a temática da pesquisa proposta;
  3. Capacidade argumentativa do candidato para defesa e sustentação do tema escolhido.
Etapa de avaliação do currículo para cursar o Mestrado

Análise de Currículo: etapa avalia a experiência do candidato

Etapa de avaliação do currículo

O currículo, na maioria das vezes, é etapa classificatória, mas pode fazer a diferença na classificação final!

É na etapa de avaliação curricular que a banca tem uma visão ampla da formação acadêmica do candidato e da vocação para pesquisa, qualidade indispensável para adentrar na pós-graduação e para fazer o mestrado.

O currículo é a soma do acúmulo de experiência que o candidato demonstra no âmbito do ensino, da pesquisa e da extensão.

Cada um desses três eixos tem uma pontuação no currículo. Como no mestrado se pretende formar pesquisadores de alto nível, é desejável que o currículo do candidato demonstre uma vocação para pesquisa.

São requisitos nessa etapa que o candidato tenha participado de projetos de pesquisa, seja em programas como o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica (PIBIC) e Programa Institucional Voluntário de Iniciação Científica (PIVIC), ou que tenha publicações decorrentes de pesquisas realizadas em projetos de pesquisa, extensão ou grupos de estudos.

As publicações, seja de artigos (em periódicos ou eventos científicos) ou de livros, revistas, contam bastante nesse processo e dá uma credibilidade maior ao candidato. A participação em eventos científicos também é desejável.

A experiência na docência no ensino superior é um ponto extremamente positivo para quem quer cursar um mestrado acadêmico, assim como, a experiência na área de trabalho é desejável para se cursar um mestrado profissional. Veja mais em O que é Mestrado Profissional e Mestrado Acadêmico? Entenda as diferenças..

A participação em projetos de pesquisa e extensão e a vinculação à grupos de pesquisa ligados ao Diretório do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) também é muito bem visto pelos examinadores, pois demonstra engajamento científico.

Espera-se que esse artigo tenha contribuído para você estar por dentro da pós-graduação e de quais requisitos são necessários para cursar o mestrado!

Prepare-se ainda mais acompanhando nossos outros artigos abaixo ou aqui: