Guia Completo sobre Mestrado – Saiba se é para Você! 

Quer se informar mais sobre o que é Mestrado? Vamos te auxiliar com as informações necessárias para entender o que significa o Mestrado no mundo acadêmico e profissional. Você vai entender porque hoje é tão importante fazer este tipo de pós-graduação e quais as vantagens e diferenças dos tipos de Mestrado. Você terá um conhecimento amplo sobre o assunto, pois trazemos também outras questões relacionadas em indicações de vários artigos. Assim poderá decidir se é para você, por que fazer Mestrado, o tempo de duração do curso, como se preparar e fazer o projeto de pesquisa.

Ao final deste artigo, você ainda terá uma série de outros materiais que vão aprofundar anda mais o assunto deste tipo de Pós-Graduação.

O que é Mestrado?

Saiba o que é o curso de Mestrado

O que é Mestrado?

A primeira coisa para se entender o que é um curso de mestrado é esclarecer sobre a pós-graduação. Isso porque o mestrado é uma modalidade (dentre várias outras) de pós-graduação no nosso país. Em outros países há diferenças na questão da pós-graduação e o mestrado pode até mesmo fazer parte da própria graduação.

No Brasil, pós-graduação, como o próprio nome deixa claro, é tudo aquilo que vem após a formação no ensino superior na modalidade de licenciatura ou bacharelado. Trata-se de formação continuada.

A pós-graduação possui modalidades diferentes que podem ser, ou não, pré-requisito para serem cursadas. Vejamos:

  1. Graduação – licenciatura ou bacharelado;
  2. Pós-Graduação Lato Sensu – Especialização;
  3. Pós-Graduação Stricto Sensu – Mestrado / Doutorado / Pós-Doutorado.

Entenda melhor a sequência dos cursos no artigo abaixo:

Conheça os tipos de Mestrado

Conheça os tipos de Mestrado

Tipos de Pós-graduação: Lato Sensu e Stricto Sensu

É muito comum ter dúvidas em relação ao curso de pós-graduação, pois existe muita confusão em torno do assunto. Como visto anteriormente, a pós-graduação no Brasil existe sob dois formatos: Lato sensu e Stricto Sensu.

A expressão Lato Sensu significa “em sentido amplo” e Stricto Sensu significa “em sentido limitado.”

O mestrado é sim uma pós-graduação! A diferença é que é uma pós-graduação Stricto Sensu, cujas bases e finalidades são diferentes de uma pós-graduação Lato Sensu.

A pós-graduação Lato Sensu é constituída por cursos de especializações em diversas áreas do conhecimento, com carga horária igual ou superior a 360 horas (MEC, 2020). Essa modalidade de curso tem a finalidade de afunilar a formação profissional, tornar o profissional especialista em alguma área de atuação. Ou seja, tem uma finalidade mais prática no âmbito da formação continuada.

Nessa modalidade também são incluídos os chamados Master Business Administration (MBA), voltados mais especificamente para pessoas que estão nas áreas de gestão e negócios. (MEC, 2020). Em outros países o MBA pode ser considerado como mestrado.

Todos profissionais que cursam pós-graduações Lato Sensu não recebem diplomas ao final do curso e sim, certificados.

A pós-graduação Stricto Sensu é composta por mestrados e doutorados, podendo ser cursada por todos que já tenham concluído a graduação.

O que significa Mestrado?

O que significa Mestrado?

Afinal, o que significa Mestrado?

Para entender melhor o que é mestrado e seu significado, vamos pontuar algumas coisas importantes. Os cursos de mestrado tem seu tempo, função e finalidades diferentes de uma pós-graduação Lato Sensu.

A caracterização e conceituação da pós-graduação Stricto Sensu no país foram definidas pelo Parecer CES/CFE 977 de 1965 por Nilton Sucupira. (CAPES, 2020).

Geralmente os profissionais que optam por cursos de mestrado são aqueles que pretendem uma carreira de docência, seja no ensino básico ou superior, mas, principalmente, no ensino superior em que os concursos estão cada vez mais exigentes.

No ensino básico, geralmente os professores optam por especializações, que são mais direcionadas para formações específicas em algum ramo do trabalho docente e tem incidência de aumento maior no salário.

Isso, porque poucos são os estados e municípios que possuem planos de carreira que valorizem a formação continuada do professor em nível de mestrado e doutorado. Mas isso não quer dizer que não se possa cursar o mestrado, o que se deve pensar é: qual melhor tipo de pós-graduação para eu cursar? Avalie sua situação e identifique o que é melhor para você!

Já aqueles profissionais que querem seguir carreira no ensino superior e desejam trabalhar com pesquisa e extensão, obrigatoriamente, devem se preparar para cursar o mestrado e o doutorado.

Importante: para cursar mestrado não é necessário ter cursado qualquer tipo de especialização anteriormente. A especialização (curso Lato Sensu) não é pré-requisito para cursar o mestrado.

Você pode entender melhor sobre a ordem a seguir de pós-graduação neste artigo: Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado: duração e sequência dos cursos

Quanto tempo leva para concluir um mestrado?

O mestrado exige um tempo de dedicação e estudo maior para ser concluído. Isso quer dizer que pode ser concluído no tempo de um ano e meio a dois anos. O mestrado, geralmente, exige que as aulas sejam cursadas presencialmente, no entanto, existem mestrados na modalidade à distância.

Importante destacar também que existem dois tipos de mestrado:

  • Mestrado acadêmico (duração de 18 a 24 meses*);
  • Mestrado profissional (duração de 12 e 18 meses*).

Para você conhecer mais detalhes do tempo de duração (*que pode variar), além da diferença dos dois tipos de mestrados, leia nos artigos abaixo:

Características dos cursos de Mestrado

Saiba quais as características dos cursos de Mestrado

Características do curso de Mestrado

Para o MEC (2020), existem algumas características que são fundamentais para se constituir um curso de mestrado, vejamos:

  1. Ser de natureza acadêmica;
  2. Ter natureza de pesquisa (mesmo quando voltado para âmbito profissional);
  3. Seu objetivo deve ser essencialmente científico;
  4. Oferecer ambiente e recursos adequados para realização da livre investigação científica;
  5. Deve afirmar a gratuidade criadora das mais altas formas da cultura universitária.

No mestrado, seja ele acadêmico ou profissional, deve-se cursar as disciplinas e participar de eventos científicos, como congressos e seminários e, ao final do curso, deve-se apresentar uma monografia sob o formato de dissertação.

Ao entrar no curso de mestrado o acadêmico terá um (ou mais) orientador (a) que o acompanhará durante todo curso, auxiliando a traçar estratégias para o curso e para realização da pesquisa que culminará na dissertação do mestrado.

Linhas de pesquisa de um mestrado

Os mestrados possuem linhas de pesquisa diferentes em um mesmo curso e o acadêmico deve optar por aquela que mais tenha afinidade e, durante o curso deve se organizar para cumprir os créditos de acordo com a exigência do seu programa.

Exemplo: na Faculdade de Educação da Universidade Federal de Goiás existem cinco linhas de pesquisa. O acadêmico ao ingressar no processo seletivo já deve optar por apresentar o projeto de pesquisa em uma delas, ainda na etapa de seleção. As linhas são:

  • Linha de pesquisa I: Trabalho, Educação e Movimentos Sociais;
  • Linha de pesquisa II: Estado, Políticas e História da Educação;
  • Linha de pesquisa III: Cultura e Processos Educacionais;
  • Linha de pesquisa IV: Formação, Profissionalização Docente e Trabalho Educativo;
  • Linha de pesquisa V: Fundamentos dos Processos Educativos. (PPGE, 2020).

Os créditos a serem cursados e toda regulamentação de cada programa de pós-graduação, do mestrado são definidos por diretrizes da pós-graduação no país, mas tendo autonomia para definições específicas de cada programa. Portanto, cada curso de mestrado pode ter normatizações e regulamentações específicas da instituição de origem.

Entenda melhor o que é linha de pesquisa no artigo: Linhas de Pesquisa: entenda e faça a escolha certa!

Acima, falamos da necessidade de apresentar um Projeto de Pesquisa para Mestrado. Se depois você se interessar, dê uma lida no nosso artigo sobre Como Fazer um Projeto de Pesquisa para Mestrado

→ E agora? Está ficando mais claro para você o que é Mestrado? Então continue nosso artigo e perceba para que serve o Mestrado e por que fazer o curso.

Para que serve o mestrado?

Para que serve o curso de Mestrado?

Para que serve o Mestrado? Eis a questão…

Terminou a graduação? Está pensando no que fazer e para que serve o Mestrado?

Super normal!

Se você se formou e ainda não está empregado ou está empregado e quer investir mais na sua formação, talvez o mestrado seja uma boa opção.

Mas o curso de mestrado lhe serviria em quê?

Em questão prática, até para você entender a serventia do curso de pós-graduação – Mestrado -, saiba que existem dois tipos de mestrados: acadêmico e profissional.

Vamos conhecer de forma bem rápida, um pouco melhor sobre os cursos para averiguar a viabilidade de se fazer um ou outro curso.

Qual a serventia do Mestrado?

Saiba qual tipo de curso de Mestrado é melhor para você: profissional ou acadêmico.

Para que lhe serviria fazer um Mestrado Acadêmico? 

O mestrado acadêmico é mais direcionado para profissionais que querem seguir uma carreira acadêmica, na docência, na pesquisa e/ou na extensão. Pode ser cursado por todos aqueles que já concluíram uma graduação em qualquer área do conhecimento.

O mestrado acadêmico tem duração mínima de 18 meses e máxima de 24 meses (no entanto, pode ser prorrogado por mais 06 meses caso haja alguma eventualidade e o orientador faça a solicitação).

Para que lhe serviria fazer um Mestrado Profissional?

O mestrado profissional também pode ser cursado por quem já obteve graduação em qualquer área do conhecimento.

Porém, é mais específico para capacitar profissionais por meio do estudo de técnicas, processos e/ou temáticas voltadas para atendimento de demanda do mercado de trabalho. Sua aplicabilidade é mais específica.

O tempo de duração do mestrado profissional também pode chegar a dois anos ou 24 meses.

Entenda ainda mais do assunto:

Mais informações para tomar uma decisão correta

É importante saber que, independente das características e finalidades, ambos (acadêmico ou profissional) são pós-graduações stricto sensu e são voltados para o âmbito da pesquisa e da busca pelo avanço do conhecimento. Essa é uma característica desse tipo de curso de Mestrado.

Para concluir o curso de mestrado é necessário:

  • Cursar as disciplinas ofertadas;
  • Perfazer o total de créditos necessários;
  • Participar e apresentar trabalhos em eventos científicos;
  • Realizar uma pesquisa científica;
  • Defender a dissertação perante uma banca julgadora;

Tudo isso é necessário para que se integralize o currículo do curso de mestrado. Mas, deve-se sempre consultar o regimento do programa de pós-graduação da instituição para verificar todos os requisitos necessários.

Você irá fazer um Projeto de Pesquisa para ingressar o Mestrado, apresentando tudo sobre como será sua pesquisa. Leia Mais no artigo abaixo:

Durante o período que se cursam as disciplinas, deve-se iniciar o processo de pesquisa que irá constituir o Trabalho de Conclusão de Curso, que, no mestrado é denominado de dissertação. Esse trabalho, resultado da pesquisa, que deve ser defendido perante uma banca julgadora. Essa defesa pode ser aberta ao público ou privada.

A dissertação é uma monografia, mas, diferente da monografia da graduação, esta tem o teor de estudo e consistência teórica mais aprofundada, estudando o objeto em maior profundidade e/ou extensão.

→ Importante saber ainda que, ao se concluir o mestrado o profissional receberá um diploma, que é o fator diferencial em relação às pós-graduações lato sensu como as especializações.

Por isso mesmo, cursar mestrado exige bastante estudo, dedicação e esforço, consequentemente, tempo!

→ Veja abaixo alguns motivos importantes para fazer um Mestrado.

Por que fazer Mestrado?

Por que fazer o curso de Mestrado?

Por que fazer mestrado? Confira alguns motivos.

Alguns pontos podem ser favoráveis para se cursar um mestrado. A motivação vem sempre de duas fontes, que quase não se dissociam: motivos pessoais e profissionais. Para decidir por que fazer o curso de Mestrado, vamos citar algumas motivações.

Veja se você se encaixa e sente a vontade de fazer o curso de Mestrado.

  • Gosto pelos estudos e contínua formação para elevar os conhecimentos. Sim, tem pessoas que gostam de estudar!!! :-) Esse tipo de pessoa vislumbra o mestrado como uma das formas de dedicação pessoal na busca pelo conhecimento da realidade e dos fenômenos sociais. Buscam no estudo uma forma de auto elevar os conhecimentos sobre si e sobre mundo a sua volta. Esse é um ótimo motivo para decidir a fazer um curso de Mestrado!

  • Necessidade de conhecer melhor um determinado fenômeno da realidade. Essa motivação pode não ter aplicabilidade prática imediata, mas a realização da pesquisa é reveladora no âmbito pessoal e profissional. Um ótimo motivo para cursar o mestrado, não acha?

  • Carreira Magistério Ensino Superior. Decidir realizar o mestrado como uma forma de ingresso na carreira. A carreira é uma aspiração pessoal, portanto, dependendo da carreira a se seguir é necessária a realização do mestrado.

    A carreira acadêmica é a principal motivadora da realização de pós-graduações stricto sensu como mestrado e doutorado. Isso porque o ingresso nessa carreira do magistério superior (em qualquer área do conhecimento) exige esse tipo de formação.

    Uma das vantagens desse tipo de formação para carreira docente no ensino superior é a retribuição por esse tipo de titulação (Retribuição por Titulação – RT), em que se recebe o salário base, acrescido de um valor significativo em função da obtenção do título de mestre, de acordo com a jornada de trabalho, Classe e nível na hierarquia do plano de carreira.

  • Carreira de docente do ensino básico. Se você não está empregado e almeja prestar um concurso ou uma seleção temporária para esse tipo de cargo, ter um mestrado fará toda diferença na etapa de avaliação de títulos (quando o concurso ou seleção possui essa etapa).

    Se você já está empregado, a retribuição por titulação do professor do ensino básico, seja do estado ou do município, depende de legislação específica para progressão de nível e carreira. Ocorre que cada estado e município tem autonomia para criar os planos de carreira dos seus docentes, deve-se estar atento à legislação para saber se a titulação é valorizada ou não no processo de progressão da carreira.

  • Carreira de docente do ensino básico, técnico e tecnológico nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. Para acessar o cargo nos Institutos Federais como docente do ensino básico, não é necessário obter o título de mestre. No entanto, quando comprovada a obtenção do título, a Retribuição por Titulação também é incorporada ao salário base. Isso faz com que muitos professores invistam em sua formação e qualificação profissional, pois se torna um incentivo para classe.

  • Carreira de Cargos Técnico-Administrativos em Educação – TAE. Para acessar esse tipo de cargo também não é necessário obter a titulação de mestre. A depender do nível do Cargo não é necessário nem mesmo obter a graduação em alguma área do conhecimento.

    Mas, a obtenção do título de mestre com certeza fará diferença no plano de carreira desse profissional, que terá aumento de aproximadamente 50% como retribuição pela titulação.

O que é o curso de mestrado e por que fazer o curso?

Gostou das informações sobre o que é o Mestrado e quais os motivos para fazer o curso?

Cursar um mestrado traz inúmeras vantagens para você que já se formou e está em busca de investir em sua formação pessoal e profissional. É uma jornada em busca de conhecimento que pode ser bastante prazerosa.

Existem vários programas interinstitucionais e programas governamentais que incentivam a formação continuada. Você pode acompanhar nossas redes sociais abaixo para estar sempre por dentro: esteja alerta!!!

REFERÊNCIAS

CAPES (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior). Disponível em: https://www.capes.gov.br/avaliacao/sobre-a-avaliacao/mestrado-e-doutorado-o-que-sao. Acesso em mai de 2020.

MEC (Ministério da Educação e Cultura). Disponível em: http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=13072:qual-a-diferenca-entre-pos-graduacao-lato-sensu-e-stricto-sensu. Acesso em mai de 2020.

PPGE, FE, UFG. Disponível em: https://ppge.fe.ufg.br/p/4981-linhas-de-pesquisa. Acesso em mai de 2020. 

Conheça mais sobre o assunto…

mestrado e doutorado

Qual a diferença entre Mestrado, Doutorado e Pós-Graduação?

dissertação de mestrado

O que é uma Dissertação de Mestrado?

sou formada em letras qual pós graduação posso fazer

Posso cursar o Mestrado e o Doutorado em áreas de conhecimento diferentes?

quanto tempo dura um mestrado

Mestrado, Doutorado e Pós-Doutorado: duração e sequência dos cursos

projeto de mestrado

Como Fazer um Projeto de Pesquisa para Mestrado?

Mestrado Acadêmico e Mestrado Profissional

O que é Mestrado Acadêmico e Mestrado Profissional

Requisitos para fazer um mestrado

Requisitos para fazer um Mestrado

Como funciona o Mestrado

Saiba como funciona um Mestrado e prepare-se!