Terminou a graduação e está pensando em como funciona o Mestrado? Quer se preparar para o curso, mas precisa de informações certas sobre como entrar no Mestrado? Leia nosso artigo e entenda como é o curso de pós-graduação que pode fazer a diferença para sua carreira, e esteja preparado para ingressar no Mestrado através do programa que desejar!

Além das informações do funcionamento do curso, aqui no Aluno Expert você terá contato com outros artigos para ficar ainda mais confiante para realizar seu mestrado. Veja o que vai encontrar neste artigo:

Como funciona o Mestrado?

Entenda o funcionamento para ingressar neste curso de pós-graduação

Como Funciona o Mestrado?

O mestrado – seja ele acadêmico ou profissional -, é um curso de pós-graduação stricto sensu, com alto nível de exigência e excelência na formação de pesquisadores. Por esse mesmo motivo, requer que o candidato se prepare com antecedência para adentrar no programa de pós-graduação.

Esta é a primeira parte do processo para você entender o funcionamento de um mestrado. E claro, antes de entrar para o curso você vai passar por uma seleção que solicita um projeto de mestrado, além de outros itens que vamos te orientar.

Nós também vamos te instruir sobre como funciona cada parte, entender as diferenças dos tipos de mestrados e sobre a preparação para a seleção. Mas vamos por partes.

Entenda o funcionamento do ingresso do aluno no Mestrado 

Para ingressar em um curso de mestrado o candidato deve ter concluído a graduação (seja licenciatura ou bacharelado) e ter o diploma de nível superior em qualquer área do conhecimento. Isso quer dizer que, no momento que irá realizar a seleção do mestrado, o candidato não precisa necessariamente ter se graduado, desde que, quando for se matricular no programa, já tenha obtido o grau de licenciado ou graduado.

Isso decorre do fato de que, a seleção para ingresso no programa de pós-graduação, pode ser delongada por mais de meses. Para isso, deve se consultar o edital de seleção do programa pretendido.

Uma outra questão para sua entrada no mestrado e que é muito importante é que, se você já tem ideia de que carreira quer seguir e em que área quer aprofundar seus estudos, a preparação para a seleção do mestrado já tem início no decorrer da graduação. O acadêmico já deve ir preparando seu currículo, que será objeto de apreciação da banca de seleção do mestrado.

E também sobre isso, você já deve ter uma ideia sobre se vai fazer um mestrado profissional ou acadêmico. Entenda melhor lendo nosso outro artigo: O que é Mestrado Profissional e Mestrado Acadêmico? Entenda as diferenças.

Nesse sentido, para você entender bem como funciona o mestrado, deve buscar durante a graduação:

  • Participar de grupos de estudos;
  • Participar de projetos de pesquisa (seja voluntário ou remunerado, em programas como PIVIC e PIBIC);
  • Participar de projetos de extensão;
  • Produzir pesquisas científicas;
  • Participar de eventos científicos;
  • Publicar em periódicos e eventos científicos.

Com certeza, o acadêmico que for bem engajado nesses processos formativos, ao concluir a graduação terá um currículo excelente que lhe facilitará o ingresso no mestrado, devido à experiência com pesquisa e publicações científicas, o que é muito bem visto em um candidato no processo seletivo de qualquer pós-graduação.

Você também pode se aprofundar em outro artigo nosso sobre os requisitos para entrar no mestrado.

Como entrar no Mestrado?

Entenda como se preparar para entrar no mestrado!

Como entrar no Mestrado melhorando as chances do candidato

Se você tem pouca publicação e pouca ou nenhuma experiência com todos esses processos formativos, não se desespere. É possível sim entrar para o curso!

Entenda como se preparar para entrar no mestrado!

Esses fatores acima não são obrigatórios, são um plus no decorrer da seleção que podem fazer a diferença para entrar no curso e isso pode ser recuperado em outras fases da seleção e também após a graduação realizando algumas publicações e participando de mais eventos.

É muito comum os estudantes da graduação que têm um envolvimento e engajamento com pesquisa e extensão realizarem a seleção do mestrado na própria instituição de origem, pois já conhecem os professores da pós-graduação, ou seus orientadores da graduação se tornam possíveis orientadores para pós-graduação, isso facilita também a transição da graduação para pós-graduação.

Por outro lado, há situações que tornam mais difícil a entrada no mestrado, como por exemplo, quando se opta por realizar a seleção de mestrado em instituição diferente da instituição de origem, ou, quando se conclui a graduação e não ingressa no mestrado de imediato, demorando um ano ou mais para realizar a seleção. Isso faz com que se percam os vínculos com professores da graduação, da pós-graduação e com a instituição.

Como se preparar melhor para o Mestrado?

Nesses casos citados acima, vai uma dica importante: escolha o tema que pretende pesquisar no mestrado e, de acordo com esse tema, identifique o programa de pós-graduação ou o professor que tem potencial para se tornar orientador de sua pesquisa. Feito isso, identifique se o programa oferta vagas em disciplinas para alunos especiais.

Geralmente os programas ofertam essa oportunidade e para ingressar deve-se realizar uma seleção. Há editais específicos para essa finalidade, deve-se consultar e verificar como é o processo.

Há várias vantagens em cursar uma disciplina como aluno especial, pois isso lhe permite familiarizar com o programa de pós-graduação e com os professores, conhecer e se aproximar do professor pretenso orientador, identificar os referenciais teóricos utilizados e a linha de pesquisa do programa de mestrado que deseja ingressar.

Outra vantagem é que, ao cursar uma disciplina como aluno especial, quando ingressar no programa de mestrado (pode ser até outro programa sem ser o que cursou a disciplina) ela poderá ser reaproveitada como crédito, diminuindo a carga de disciplinas que deverá cursar durante o mestrado, desde que esteja dentro do prazo estabelecido de validade da disciplina, que geralmente é de dois anos.

Saiba mais sobre o assunto em: Guia do Aluno Especial

Se você mora em outra cidade, diferente do local onde está situado o programa de pós-graduação onde irá realizar a seleção encare as idas e vindas como investimento para ingresso no programa e no curso de mestrado que deseja.

Aprenda e se prepare ainda mais com nossos outros artigos:

Como funciona a seleção do mestrado?

Você irá passar por etapas classificatórias importantes. Esteja preparado!

Como funciona a seleção do mestrado? 

O processo seletivo para ingresso no mestrado pode ser diferente em várias instituições. Ao escolher o programa que irá prestar a seleção deve-se consultar o edital com atenção e realizar tudo conforme solicitado.

O processo seletivo é composto por várias etapas a depender do programa, porém, é muito comum em vários processos seletivos a etapa de apresentação do projeto de pesquisa, pois é o elemento mais importante do processo de seleção.

Você vai compreender melhor sobre a preparação do projeto de pesquisa com dicas de como acelerar e dar qualidade a ele no artigo Projeto de Pesquisa para Mestrado.

Etapas da seleção de mestrado 

Em uma análise geral, as etapas do processo seletivo para pós-graduação geralmente são:

  • Prova escrita;
  • Prova de proficiência em língua estrangeira (ou comprovação de que se tenha a proficiência por meio de cursos e provas realizadas anteriormente);
  • Pontuação curricular;
  • Aprovação do projeto e entrevista (com arguição de uma banca).

Com certeza, de todas essas etapas é a de aprovação do projeto de pesquisa e entrevista que é definidora da aprovação do candidato. Por isso, o projeto de pesquisa para o Mestrado deve ser escrito com bastante antecedência e seguir tudo que é solicitado no edital de seleção.

Dica: o candidato deve buscar auxílio especializado para desenvolver um bom projeto de mestrado para que obtenha sucesso na aprovação.

O projeto deve ter coesão entre os elementos solicitados (tema, introdução, objetivos, metodologiareferencial teórico consistente), o tempo de realização da pesquisa (com cronograma de pesquisa bem definido) e estar coerente com as normas técnicas exigidas pelo programa (geralmente nas normas da ABNT).

Para a fase de prova escrita, busque informações no edital de bibliografias sugeridas, prepare um cronograma de estudos e se prepare estudando tudo que for indicado. Caso o programa já defina pontos ou temas para a prova escrita, faça um texto dissertativo para cada ponto ou tema, pois isso lhe auxiliará no momento de realizar a prova escrita.

Você também terá mais informações no artigo sobre as etapas para fazer o mestrado.

Para ingressar em um curso de mestrado e entender como funciona, a preparação é muito importante. Por isso indicamos estes outros artigos abaixo para você ficar ainda mais familiarizado em como é o mestrado. Espera-se que esse artigo tenha auxiliado para sua preparação para entrar no mestrado! Se você gostou, não deixe de compartilhar. :-)