Está querendo entrar na pós-graduação? Já ouviu falar do termo aluno especial? Quer entender melhor o que é essa modalidade de aluno e como cursar disciplinas dessa forma? Leia esse artigo, fique por dentro e aprenda como cursar disciplinas como Aluno Especial de Mestrado (e doutorado também) sem ter vínculo com o programa!

Você terá uma boa base para entender o que é ser aluno especial para um mestrado, por exemplo, além de ter um exemplo de justificativa para cursar as disciplinas e uma carta de intenção para aluno especial de mestrado pronta. Vai compreender as vantagens de ser um aluno especial e aproveitar as disciplinas cursadas.

Índice do que vai encontrar neste artigo:

Guia de Informações sobre o que é ser um Aluno Especial para pós-graduação

Aprenda o que é ser um aluno especial de mestrado e aproveite nossas dicas

O que é a modalidade de Aluno Especial de Mestrado e de Doutorado?

Para entender o que é Aluno Especial de Mestrado ou Doutorado, saiba que o corpo discente de toda pós-graduação stricto-sensu é formado por duas modalidades:

  1. Aluno regular;
  2. Aluno especial (sem vínculo) e aluno especial vinculado à outra Instituição de Ensino Superior (IES) ou outro programa de pós-graduação.

O aluno regular é aquele que é matriculado nos cursos de mestrado ou doutorado das pós-graduações stricto-sensu, portanto, são alunos que possuem vínculo com a universidade e o programa de pós-graduação.

O que muitos candidatos à pós-graduação não sabem é que o aluno regular de um programa, ao entrar no mestrado ou doutorado pode requerer aproveitamento de disciplinas cursadas antes de ingressar na pós… Para isso partimos para a segunda modalidade que compõe o quadro discente, o aluno especial da pós-graduação (Mestrado ou Doutorado).

Aluno especial é qualquer aluno inscrito em disciplinas isoladas da pós-graduação, seja no mestrado ou no doutorado. Esse aluno não possui vínculo com o programa de pós-graduação.

Mas há também outra situação que o aluno é considerado como aluno especial nos cursos de pós-graduação. Esse é o caso de um aluno que é aluno regular na Universidade X e faz matrícula para cursar disciplinas em outros programas (da mesma instituição ou de outras instituições).

Mas, você pode estar perguntando: existem vantagens de ser aluno especial?

Vamos ver a seguir.

Vantagens por cursar disciplinas como aluno especial.

Saiba as principais vantagens de ser Aluno Especial no curso de pós-graduação

Vantagens de ser aluno especial no mestrado ou no doutorado

Nesse artigo vamos tratar do aluno que cursa disciplinas como aluno especial da pós-graduação, sem vínculo com qualquer Instituição de Ensino Superior – IES.

Isso porque, cursar uma disciplina como aluno especial da pós-graduação pode ser uma opção interessante para quem almeja entrar na pós e ainda não fez nenhuma seleção.

Cursar disciplinas como aluno especial oferece várias vantagens para quem deseja entrar no mestrado ou doutorado, pelo fato de que possibilita ao candidato:

  • Conhecer a instituição e o curso que quer ingressar;
  • Escolher disciplina do seu interesse e área de estudo;
  • Conhecer os docentes do programa e seus referenciais teóricos;
  • Aproximar do futuro professor que poderá ser seu orientador;
  • Familiarizar-se com a base teórica e formativa do curso para elaborar um projeto passível de ser aprovado na seleção;
  • Permite o aproveitamento da(s) disciplina(s) cursada(s) quando ingressar como aluno regular do programa ou até mesmo de outro programa e instituição.

Ficou interessado? Aprenda mais como entrar como aluno especial e aproveitar estas vantagens.

Você também vai gostar de ler:

Principais dicas para entrar no Mestrado como Aluno Especial

Aqui você vai encontrar as principais dicas para entrar no Mestrado como Aluno Especial

Como entrar como aluno especial no mestrado ou no doutorado?

Todo programa de pós-graduação oferta vagas em disciplinas dos cursos de mestrado e doutorado para serem cursadas por candidatos na modalidade de alunos especiais. Essa oferta é realizada por meio da abertura de inscrições em Processos Seletivos Simplificados (PSS) por meio de Edital e regras específicas.

No edital do PSS o programa de pós-graduação define todas as regras para o candidato participar do processo seletivo que, geralmente, consiste em uma análise do currículo Lattes e uma justificativa do candidato descrevendo sua motivação em cursar aquela disciplina.

As vezes esta justificativa pode ser chamada de Carta de Motivação, Carta de intenção, etc. Na verdade a justificativa é inserida nesta carta, ok? Assim como a linha de pesquisa do mestrado ou doutorado. Aprenda mais sobre: Linhas de Pesquisa: entenda e faça a escolha certa!

Vamos ver exemplos desta justificativa e de uma carta de intenção pronta para mestrado como aluno especial.

Justificativa e carta de intenção para ser aluno especial de mestrado

Aprenda a escrever a justificativa para ser aluno especial de mestrado, além da carta de intenção com os modelos prontos

Justificativa para cursar disciplina como aluno especial do Mestrado ou Doutorado

A dica é ser sucinto na justificativa e demonstrar seu interesse pessoal e profissional para cursar a disciplina específica no programa.

Veja um exemplo de justificativa para ser aluno especial:

Justificativa para cursar disciplina como aluno especial:

O interesse em cursar essa disciplina como aluno especial é devido à necessidade de aprofundar os conhecimentos específicos nessa área de estudos e à pretensão em elaborar um projeto de pesquisa a partir dessa temática abarcada pela disciplina. Espera-se que, ao cursar essa disciplina, os conhecimentos obtidos façam a diferença para pensar o objeto de estudo a ser investigado.

Se você já sabe em qual programa de pós-graduação pretende ingressar, procure no site quando ocorrem os processos seletivos para alunos especiais, veja os editais anteriores para se preparar melhor e faça sua inscrição!

Modelo de carta de intenção mestrado aluno especial:

Se você está procurando uma Carta de Intenção para cursar o Mestrado como Aluno Especial, você pode ter acesso a este PDF, ou através da imagem abaixo. Note que o importante – e o diferencial – é a justificativa que você vai declarar.

Modelo de Carta de Intenção (ou Carta de motivação) com justificativa pronta

Modelo de Carta de Intenção ou Carta de motivação para mestrado

Seleção aluno especial: como a disciplina pode ser validada?

Ao cursar a disciplina como aluno especial o discente deverá participar de todas avaliações e processos pertinentes à aula e à disciplina para obter aprovação como se estivesse na condição de um aluno regular.

Uma dica: consiga uma excelente avaliação, pois dessa avaliação pode resultar uma boa impressão e a abertura da porta de entrada no programa!

Ao ingressar como aluno regular no programa de pós-graduação o discente poderá então requerer o aproveitamento dessa(s) disciplina(s) para integralização dos créditos no curso de mestrado ou de doutorado.

Para validar os créditos da disciplina cursada há prazos que devem ser respeitados. Cada programa de pós-graduação em seu regimento interno estabelece os prazos de validade de aproveitamento de disciplinas para integralização dos créditos. Tem programas que o prazo é de dois anos, em outros de três anos e alguns de cinco anos contados a partir do término da disciplina.

Isso quer dizer que se você cursar a disciplina como aluno especial no ano de 2020, mas não conseguir ingressar no programa em 2020 e, sim, em 2022 ou até no ano de 2025, você poderá obter o aproveitamento da no curso de mestrado ou doutorado. Para isso deve-se consultar o regimento do programa de pós-graduação.

Há também a possibilidade de aproveitamento de mais de uma disciplina cursada como aluno especial quando ingressar como aluno regular. Para isso, o regimento do programa de pós-graduação deverá ser consultado, para verificação de quantos créditos podem ser aproveitados a partir de disciplinas cursadas anteriormente ao ingresso no programa.

As disciplinadas aproveitadas são registradas no histórico acadêmico do discente com a quantidade de créditos correspondentes.

Vejamos um exemplo: para integralizar o curso de mestrado em uma determinada IES o discente precisa integralizar o total de trinta e dois créditos em disciplinas, o que geralmente corresponder a quatro disciplinas de oito créditos cada e dois semestres de estudos (considerando que o aluno tenha que cursar duas disciplinas por semestre).

Se o discente cursou uma disciplina como aluno especial e conseguiu aprovação e aproveitamento dela quando ingressou no programa como aluno regular, ele terá que cursar apenas mais três disciplinas, o que lhe garante um maior tempo para estudos e elaboração do TCC (que no caso do mestrado é uma dissertação).

Não é bacana?! Espera-se que esse artigo tenha esclarecido todas suas dúvidas sobre esse tema!

Deixe um comentário se quiser. Mas por favor, compartilhe este conteúdo em sua rede social favorita nos botões abaixo.

Você também vai gostar de ler: