Pesquisa Básica e Aplicada

Exemplos e diferenças entre Pesquisa Básica e Aplicada

Você sabe qual a diferença entre pesquisa básica e aplicada? Dependendo do propósito ou utilidade, uma abordagem de pesquisa pode ser básica ou aplicada.

Enquanto a pesquisa básica visa expandir o conhecimento criando teorias e modificando as existentes, a pesquisa aplicada se concentra em fornecer soluções práticas para problemas específicos por meio da análise de evidências empíricas.

Existem vários pontos de encontro e de partida para essas abordagens, e é pertinente para qualquer pesquisador entendê-las de forma eficaz.

Neste artigo, detalharemos as principais diferenças entre os métodos de pesquisa básica e de pesquisa aplicada, destacando algumas semelhanças entre essas metodologias de pesquisa. Confira!

O que é pesquisa básica?

O que vem a ser uma Pesquisa Básica?

O que é pesquisa básica? 

A pesquisa básica é uma abordagem de pesquisa inteiramente teórica destinada a melhorar ou expandir a base de conhecimento de um determinado campo de estudo. Ela se concentra no “conhecimento por si só” e é impulsionada principalmente pela curiosidade e pela necessidade de explorar o desconhecido.

Também é conhecida como pesquisa fundamental ou pura e é uma investigação sistemática proposta para alcançar uma compreensão melhor e mais detalhada de um tópico ou fenômeno de pesquisa, não para resolver um problema específico.

Aprenda ainda mais profundamente sobre Pesquisa Básica ou Pesquisa Pura neste nosso outro artigo principal.

Pesquisa Aplicada: entenda o significado

O que vem a ser uma Pesquisa Aplicada?

O que é pesquisa aplicada? 

A pesquisa aplicada é projetada para se concentrar em fornecer soluções práticas para um problema específico. É uma forma de pesquisa que envolve indagações voltadas para a solução de um fenômeno, um campo de estudo ou tópico de pesquisa que geralmente emprega metodologias empíricas.

Em muitos casos, a pesquisa aplicada é um projeto de pesquisa de acompanhamento da pesquisa básica, na medida em que investiga os resultados da pesquisa pura ou básica para validar essas descobertas e aplicá-las para criar soluções inovadoras, para problemas específicos.

→ Aprenda ainda mais profundamente sobre Pesquisa Aplicada neste nosso outro artigo principal.

Diferença entre Pesquisa Básica e Aplicada

Quais as principais diferenças entre uma Pesquisa Básica e a uma Pesquisa Aplicada?

Saiba diferenciar Pesquisa Pura e Aplicada 

Veja a seguir quais são as principais diferenças identificadas entre a pesquisa básica (pura) e a pesquisa aplicada.

Definição 

A pesquisa aplicada é uma metodologia de pesquisa que cria soluções práticas para problemas específicos, enquanto a pesquisa básica é uma abordagem de pesquisa que busca aprofundar o conhecimento em um campo de estudo.

Isso significa que a pesquisa aplicada é orientada para a solução, enquanto a pesquisa básica é orientada para o conhecimento.

A pesquisa básica busca avançar as fronteiras do conhecimento criando novas teorias ou modificando as existentes.

Por outro lado, a pesquisa aplicada preocupa-se principalmente em criar soluções para problemas, coletando e analisando dados empíricos para chegar a resultados de pesquisa válidos.

Características 

A pesquisa aplicada é definida principalmente por seu foco em fornecer uma solução prática para um problema definido, enquanto a pesquisa básica é definida principalmente por seu foco em aprofundar o conhecimento.

Em outras palavras, a pesquisa básica é orientada para a teoria, a pesquisa aplicada é orientada para a prática.

Pesquisa Básica x Aplicada

Conheça as vantagens da pesquisa básica sobre a pesquisa aplicada

Vantagens da pesquisa básica sobre a pesquisa aplicada 

A pesquisa básica leva à aquisição de novos conhecimentos e também amplia o conhecimento existente, enquanto a pesquisa aplicada não leva à aquisição de novos conhecimentos. A pesquisa aplicada se concentra apenas na aplicação do conhecimento para resolver problemas existentes, portanto, é uma solução específica.

Pesquisa Básica e Aplicada diferença que define cada uma

Vantagens da pesquisa aplicada sobre a pesquisa básica 

Vantagens da pesquisa aplicada sobre a pesquisa básica 

A pesquisa aplicada ajuda organizações e indivíduos a resolver problemas específicos, ao contrário da pesquisa básica que simplesmente se concentra em aprofundar o conhecimento sem fornecer soluções para problemas existentes. Isso, no entanto, não nega o fato de que os resultados da pesquisa básica são úteis para propor soluções para problemas.

Pesquisa básica e aplicada: exemplos na educação 

Na educação, a pesquisa aplicada é usada para melhorar os métodos de ensino e aprendizagem, fornecendo soluções práticas para problemas pedagógicos.

Por outro lado, a pesquisa básica é usada em educação para desenvolver novas teorias pedagógicas que explicam os diferentes comportamentos de professores e alunos dentro do ambiente de aprendizagem.

Exemplo de pesquisa básica em educação são:

  • Como as crianças adquirem novas línguas?

Exemplo de pesquisa aplicada em educação incluem:

  • Um estudo para estimular o interesse dos alunos em estudos religiosos.

Pesquisa básica x aplicada: exemplos na saúde 

A pesquisa aplicada ajuda os profissionais de saúde e médicos a desenvolver soluções baseadas em evidências para os problemas de saúde.

Por outro lado, a pesquisa básica ajuda os profissionais médicos a obter conhecimento sobre diferentes questões de saúde, como a origem e os sintomas de doenças e infecções, o que pode ser útil no desenvolvimento de uma cura para essas condições.

Exemplos de pesquisa básica em saúde são:

  • Uma pesquisa sobre os sintomas secundários do Papiloma Vírus Humano (HPV).
  • Uma pesquisa sobre os sintomas da diarreia.

Exemplos de pesquisa aplicada em saúde incluem:

  • Uma pesquisa para determinar as propriedades curativas dos cogumelos.
  • Uma pesquisa para determinar os efeitos colaterais do consumo de álcool.

Objetivo da pesquisa   

A pesquisa básica é movida pela curiosidade e pela necessidade de explorar novas áreas do conhecimento em diferentes campos. Por outro lado, a pesquisa aplicada é impulsionada pela necessidade de responder a questões específicas para resolver um problema.

Isso significa que a pesquisa aplicada está principalmente preocupada em examinar evidências empíricas para respostas, enquanto na pesquisa básica, o pesquisador examina amostras de dados para coletar mais informações sobre elas.

Contexto da pesquisa 

A pesquisa básica ocorre em um ambiente de pesquisa controlado, como um laboratório, enquanto a pesquisa aplicada ocorre em um ambiente da vida real que não é estéril nem restrito.

O contexto estéril da pesquisa na pesquisa básica permite ao pesquisador observar rigorosamente os comportamentos e características dos sujeitos da pesquisa.

Em contraste, na pesquisa aplicada, o pesquisador permite que variáveis ​​dependentes e independentes interajam livremente umas com as outras em um ambiente irrestrito, no qual outras variáveis ​​ou outros fatores podem intervir.

Isso permite que o pesquisador tenha uma visão mais ampla do problema de pesquisa e chegue a soluções válidas e práticas.

Escopo da pesquisa 

Geralmente, a pesquisa aplicada é mais limitada em escopo em comparação com a pesquisa básica.

Isso porque, diferentemente da pesquisa básica que pode ser aplicada a vários conceitos, a pesquisa aplicada concentra-se em grande parte em um tópico específico, e seus resultados de pesquisa são principalmente relevantes para esse tópico.

Por lidar com diversos conceitos em diferentes tópicos, a pesquisa básica é considerada um método de pesquisa mais universal do que a pesquisa conceitual.

A pesquisa fundamental explora o conhecimento em várias dimensões para coletar novas informações e melhorar um corpo de conhecimento existente.

Formulação de teorias 

A pesquisa básica visa formular teorias que expliquem os resultados da pesquisa e, no processo, melhorem um corpo de conhecimento, enquanto a pesquisa aplicada visa chegar a resultados de pesquisa que possam resolver problemas práticos.

A pesquisa básica geralmente visa formular teorias e generalizações que explicam um conceito, tópico ou fenômeno e que são universalmente aplicáveis.

Por outro lado, a pesquisa aplicada ou conceitual estuda evidências empíricas para alinhar suas descobertas com um problema específico.

Resultados da pesquisa 

Após realizar a pesquisa aplicada testando evidências empíricas, o pesquisador chega a resultados ou conclusões válidas que confirmam ou negam as hipóteses de pesquisa.

Esses achados geralmente respondem às questões específicas da pesquisa, ou seja, o motivo da pesquisa aplicada.

Por outro lado, no ponto final da pesquisa básica estão novas teorias, novas dimensões de teorias existentes ou novas informações que aprimoram um corpo de conhecimento.

Os resultados da pesquisa básica não servem diretamente como soluções inovadoras para um problema prático.

Natureza da Pesquisa Básica ou Aplicada

Pesquisa Básica x Pesquisa Aplicada: o foco da pesquisa

Foco da Pesquisa 

A pesquisa básica é de natureza teórica, enquanto a pesquisa aplicada é de natureza prática. Nesse sentido, a pesquisa básica gera teorias e aprimora as existentes com o objetivo de contribuir para um banco de conhecimento existente.

A pesquisa aplicada, por outro lado, é prática e mais descritiva. Está mais preocupada com a utilidade e o valor dos resultados da pesquisa em termos de seu uso final, ou seja, como eles podem ser usados ​​para resolver problemas existentes e desenvolver inovações.

E aí? Agora ficou claro a diferença entre pesquisa básica e pesquisa aplicada? Deixe seu feedback abaixo!

Considere deixar seu comentário e compartilhar em sua rede social favorita. Ajude a divulgar nossos artigos.

Aprenda mais com nossos outros artigos: