Quando adentramos na universidade, precisamos estar preparados para a exigência de inúmeros trabalhos escritos. Dentre essas produções temos o famoso ensaio acadêmico.

Em função disso, é normal surgirem dúvidas sobre como desenvolver um texto dentro desse gênero, e principalmente como seria a estrutura de um ensaio acadêmico.

É importante que tenhamos esse conhecimento, pois esse tipo de gênero textual costuma ser cobrado em inúmeras áreas de formação.

Logo, mais cedo ou mais tarde, você estará dentro de um componente curricular, em que determinado professor poderá vir a solicitar um ensaio acadêmico.

Desse modo prepare-se adequadamente, conferindo o nosso conteúdo de hoje, pois vamos apresentar tudo passo a passo, com exemplo, e também um ensaio acadêmico pronto.

Tudo o que você precisa saber para fazer um ensaio acadêmico de sucesso.

Vamos lá?

Confira no nosso índice o que você vai encontrar neste artigo:

Ensaio Acadêmico

Entenda o conceito de ensaio acadêmico!

Entendendo o que é um ensaio acadêmico

O ensaio acadêmico é um gênero textual comumente solicitado nas universidades. Este tipo de texto, nada mais é do que uma composição escrita em prosa, feito de forma breve e que analisa, interpreta e avalia um determinado tema.

Em outras palavras…

Um ensaio acadêmico tenta resolver um problema por meio de argumentos, trazendo originalidade na análise, sem aprofundar o tema como em uma monografia ou outro trabalho científico.

Este tipo de produção textual objetiva responder uma pergunta de pesquisa (não necessariamente trazendo uma hipótese), tratando de apontar uma tese por meio da argumentação ou exposição de suas ideias.

Este tipo de texto motiva o pensamento crítico e independente de quem escreve, uma vez que acaba incitando o acadêmico a buscar um problema e sua possível solução.

Assim como também, instiga o aluno a realizar uma análise profunda e individual de algum tema em particular.

Características do Ensaio Acadêmico

As características de um ensaio acadêmico costumam variar dependendo dos requerimentos internos das universidades.

Mas, geralmente a grande maioria das instituições seguem as normas da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

No entanto, enquanto características gerais, podemos dizer que todo ensaio acadêmico faz uso de uma linguagem formal e é marcado por uma escrita em terceira pessoa do plural ou com voz neutra.

Além disso, possui um conteúdo relevante e bem documentado.

Nesse tipo de produção acadêmica, o autor do ensaio mostra a sua própria opinião, mas de modo justificado com outras fontes.

Finalmente, entre dez e quinze parágrafos de extensão, todo ensaio possui uma estrutura pré-definida que iremos apresentar mais adiante neste artigo.

Qual a finalidade do Ensaio Acadêmico?

Saiba quanto tempo dura cada tipo de mestrado

Qual é a função de um ensaio acadêmico?

O ensaio acadêmico desempenha um papel importante dentro do universo acadêmico, devido a que se considera um bom recurso para a avaliação do conhecimento adquirido pelos estudantes.

Muitos professores exigem esse tipo de texto, por ser ideal para avaliar o desempenho dos alunos em seus componentes.

Também existe a questão de que, através de um ensaio acadêmico, os alunos conseguem aprender a ter uma postura crítica, independente da área de estudo.

Desse modo, um ensaio acadêmico pode ser visto enquanto uma ferramenta acadêmica ideal para avaliação do manuseio dos recursos:

  1. Argumentativo;
  2. Expositivo;
  3. Persuasivo.

Diferença entre ensaio acadêmico e artigo científico

Perceba algumas diferenças que o ensaio acadêmico tem em relação ao artigo científico e você entenderá mais as características do ensaio acadêmico. Pois ele é mais “solto”, sem deixar de ser um poderoso construtor de análise acadêmica.

Um pouco diferente do artigo científico, o ensaio acadêmico possui uma escrita mais concisa, menor e requer menos embasamento teórico.

Veja bem: não quer dizer que o ensaio acadêmico seja uma escrita superficial. Ela pode trazer em seu corpo de análise alguma fundamentação, porém em menor complexidade, trazendo uma liberdade maior na reflexão, apresentação de ideias e posicionamento do escritor acadêmico.

Essas análises podem ser também mais subjetivas se comparadas a de um artigo científico. O ensaio contém uma visão mais avaliativa sobre o tema, permitindo discussões e instigando posicionamento do escritor.

Assim, o ensaio acadêmico também é menor em volume que o artigo científico, mais solto em sua linguagem, mas de grande proveito de análise e construção do conhecimento.

Como é a Estrutura para Escrever um Ensaio Acadêmico?

Entenda como estruturar e escrever o Ensaio Acadêmico

Estrutura de um Ensaio Acadêmico

Como foi dito anteriormente, pode ser que a estrutura de um ensaio acadêmico varie conforme a universidade. Mas vamos te dar um passo a passo para ter como exemplo.

Vamos lá?

Mas de qualquer forma, a estrutura típica de um ensaio acadêmico contém os seguintes itens:

  1. Introdução;
  2. Desenvolvimento (podendo ser expositivo, argumentativo ou persuasivo);
  3. Conclusões ou Considerações finais.
  4. Referencial Bibliográfico.

Siga este passo a passo e entenda a estruturação do Ensaio Acadêmico

Vamos dividir este passo a passo em 4 itens para você aplicar e saber como fazer seu ensaio acadêmico de forma correta.

  • Introdução

A introdução de um ensaio acadêmico apresenta o propósito do ensaio, ou seja, mostra de forma geral, o que o leitor irá encontrar na totalidade do texto.

Nesse sentido, fornece uma breve noção ao leitor, acerca do modo que se dá a organização do texto.

A introdução também serve para apresentar uma tese central do ensaio, ou seja, a pergunta de pesquisa que se tentará responder ao longo do estudo.

É necessário limitar o tema e enfocá-lo em algum ponto de interesse, para se conseguir obter uma ideia teórica clara e que chame a atenção do leitor.

Dessa maneira, podemos afirmar que a introdução contém duas partes principais:

  1. Uma breve introdução geral do tema;
  2. Apresentação discorrendo acerca da organização do ensaio e a exposição central da tese levantada.
  • Desenvolvimento

Já no que diz respeito ao corpo do texto (desenvolvimento) do ensaio acadêmico, devemos expor todas as nossas ideias sobre o tema em estudo.

Começamos por aspectos mais gerais e vamos contextualizando sobre o tema, terminando com argumentos que sustentam a tese exposta por nossa pesquisa.

A organização dessa parte do ensaio acadêmico é a mais importante e depende tanto do tema como das intenções do autor.

  • Conclusão

Na conclusão do ensaio acadêmico, o autor retoma as principais ideias abordadas ao longo do texto e apresenta qual é a leitura do mesmo frente ao tema exposto.

  • Referencial Bibliográfico

É tudo que fundamenta as nossas análises, podendo aparecer em um ensaio acadêmico através de menções a autores reconhecidos dentro da área ou até mesmo documentos oficiais.

As bibliografias que podem fundamentar seu ensaio acadêmico podem ser retiradas de livros, revistas, teses, dissertações, documentos, entre outros.

Exemplo de como referenciar suas fontes ao final do ensaio acadêmico

(ÚLTIMO SOBRENOME DO AUTOR EM CAIXA ALTA), Nome do autor. (Título do livro, texto, artigo, etc. EM NEGRITA). Editora, Edição, País, Ano.

Essas normativas ficariam, na prática, da seguinte forma:

ARANHA, Maria Lúcia de Arruda. História da Educação. Editora Moderna, 2. ed. São Paulo, 1996.

Exemplo de Ensaio Acadêmico

Exemplo pronto e passo a passo do Ensaio Acadêmico

Ensaio Acadêmico Pronto

Agora é chegada hora de compreender o passo a passo para desenvolver um ensaio acadêmico sem nenhum mistério com nosso exemplo.

Confira abaixo quais são os passos necessários para esse tipo de produção textual e logo depois, um exemplo de ensaio acadêmico pronto em PDF para você ter uma referência.

Gostaria de saber de você se nosso conteúdo está sendo proveitoso para você. Se sim, pedimos por gentileza que compartilhe este conteúdo e deixe seu comentário ao final deste artigo.

  • Primeiramente, planeje e pense em um problema de pesquisa que possa discorrer em seu ensaio acadêmico.

Exemplo de problema de pesquisa: “Quais são os índices de mortalidade infantil de 2000 a 2020 em todo o território brasileiro e que políticas públicas foram criadas nesse período para o seu combate?”

  • Selecione e delimite seu recorte de pesquisa. Lembre-se que, um ensaio acadêmico é um gênero mais curto, então precisa fazer um recorte que lhe permita desenvolver seu trabalho sem abrir demais o leque teórico. Isso é importante considerar, uma vez que você precisará fechar esse leque em um algum momento, logo, deverá ter fôlego para isso, certo?
  • Formular diversas hipóteses em torno do produto a ser discutido. Isso quer dizer que o problema tem solução. Sim ou não? Como? Por que? etc.
  • Obter informações de diversas fontes, tais como livros, internet, revistas, bancos de teses e dissertações, entre outros.
  • Ler essas informações para fundamentar suas análises e demais dizeres teóricos ao longo do ensaio acadêmico.
  • Além disso, você precisa resumir e selecionar toda e qualquer informação que considere útil para o seu estudo. Fazer uma pesquisa do estado da arte sempre ajuda.
  • Determinar a linha de argumentos. Pode ser que existam muitas interpretações possíveis para o seu tema de discussão. Desse modo, delimite seus próprios argumentos e deixe claro para o seu leitor que essa é a sua leitura dos fatos.
  • Selecionar a informação que apoie a linha argumentativa;
  • Esboçar a possível bibliografia, segundo o modelo da citação e referência escolhida.
  • Elaborar um rascunho de texto: ajuda na hora de organizar as ideias.
  • Corrigir o rascunho, prestando atenção especial na linha argumentativo-expositiva que se pretende criar.
  • Revisar as referências, as citações, parágrafos, notas de rodapé, entre outros.
  • Edição final do ensaio.

Exemplo de Ensaio Acadêmico Pronto em PDFBaixar – (Fonte: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=5558875)

Observação: O ensaio tem uma característica de ser uma escrita mais livre (mesmo acadêmico), desde que siga alguns princípios básicos de formatação que mencionamos no artigo de hoje.

Logo, você precisa apenas seguir as dicas que apresentamos anteriormente e deixar fluir suas ideias! Boa sorte em seus escritos!

Deixe seu comentário e Compartilhe se você gostou do nosso conteúdo.

Leia Mais: