Em nosso artigo de hoje você terá acesso a um guia que lhe orientará sobre o que é uma revisão sistemática e como estruturar e escrever uma revisão sistemática da literatura em sua tese, capítulo de tese, artigo científico, entre outros.

Lembrando que elaborar uma pesquisa de revisão de literatura é uma tarefa que pode ser árdua hoje em dia, principalmente se formos levar em consideração a enorme quantidade de artigos e livros que são publicados diariamente em todo o mundo.

Desse modo, confira o nosso conteúdo, pois apresentaremos em que medida a revisão sistemática pode nos dar suporte para pesquisas desse cunho, além de trazermos exemplos de metodologia de revisão sistemática. Aproveite e boa leitura!

Compreendendo o conceito de Revisão Sistemática da Literatura

Entenda o significado de Revisão Sistemática e prepare-se para fazer sua pesquisa

O que é Revisão Sistemática?

Para ter uma boa compreensão do que é uma revisão sistemática, seu conceito e significado, é importante saber que:

Uma revisão sistemática é considerada importante, uma vez que ela permite que o pesquisador identifique de forma ágil e resumida as teorias que se destacam dentro do tema de interesse pesquisado.

Com essa tipologia de pesquisa é possível identificar igualmente os conceitos chave, os autores mais conhecidos e renomados, as metodologias que foram utilizadas, os achados mais importantes e as lacunas teóricas que ainda carecem de maiores estudos.

Uma revisão sistemática parte de uma análise junto à literatura científica, com vistas a identificar, selecionar e analisar criticamente uma pesquisa relevante e já publicada.

É importante mencionar que, a revisão sistemática da literatura não é a mesma coisa que meta análise, pois este último busca apenas fusionar estatisticamente os resultados de diversos estudos independentes, mas que dialogam em certa medida.

Já as revisões sistemáticas buscam, principalmente, estabelecer, por exemplo, o que foi pesquisado sobre o tema de interesse, e mais do que isso, saber o que evoluiu na área a partir de todos esses estudos.

Em outras palavras, uma revisão sistemática identifica as lacunas na produção de conhecimento dentro de uma área “X”, apresenta as linhas de pesquisa que estão sendo desenvolvidas, a evolução que tiveram os conceitos teóricos e quando se justifica replicar algum estudo.

A revisão sistemática da literatura é, portanto:

O fundamento ou ponto de partida de qualquer pesquisa, mas também é uma pesquisa em si mesma e faz parte da estratégia conhecida como pesquisa documental, mas para ser válida como pesquisa, de modo acadêmico e científico, deve ser bem feita.

Isso quer dizer que, o estudo sistemático deve mostrar rigor metodológico na exploração documental e fazer uma análise aprofundada do seu conteúdo, sua importância para a teoria e implicações para o desenvolvimento de um campo de estudo.

É também um documento publicável em revistas científicas, em que este tipo de trabalho tem crescido de modo considerável nos últimos anos.

Revisão Sistemática da Literatura

Antes de qualquer coisa é válido destacar que uma revisão sistemática de literatura, não é uma simples acumulação de estudos que são inseridos em um mesmo documento.

Isso porque, além de sistematizar o que já foi publicado, o método sistemático trata de aportar conhecimento, ao identificar ou configurar tendências ou linhas de pesquisa, criar categorias para os estudos feitos, aportar à construção de novas teorias, entre outros.

Também podemos dizer que, o que é feito em uma revisão sistemática de literatura é uma pesquisa do estado da arte.

Claro que fazer uma revisão sistemática de literatura é algo complexo, dado que existem muitas fontes e os resultados de busca de temas relacionados ao seu, podem levar por diferentes caminhos (aí vem a importância de ter um objetivo bem definido).

Em meio a tudo isso é importante seguir um protocolo de busca ou protocolo de revisão sistemática.

Passo a passo e protocolo de revisão sistemática da literatura

Seguindo um protocolo, sua pesquisa tem mais chance de ser um sucesso

Protocolo de Revisão Sistemática

O que devemos saber sobre a metodologia de revisão sistemática de literatura é que, primeiro devemos definir o processo que vamos seguir, porque de outro modo, pode acabar sendo mais difícil o desenvolvimento do estudo.

Para tanto, devemos levar em consideração as seguintes questões deste exemplo de protocolo de revisão sistemática:

  • Definir o contexto: para saber onde irá buscar seus conteúdos é preciso definir o contexto no qual estaremos pondo em prática o estudo. Por exemplo: Engenharia de Software, Educação Inclusiva na escola, etc.
  • Devemos estipular os resultados esperados de nossa busca;
  • Devemos definir as keywords (palavras chave), para a qual também convém pensar em sinônimos.
  • Com as diferentes keywords poderemos armar uma cadeia de buscas. Para isso são utilizadas as palavras-chave, conectando os elementos em comum e eliminando os resultados que não correspondam aos seus objetivos.
  • Para o sucesso desta etapa é conveniente, caso você não tenha um conhecimento amplo no tema a ser pesquisado, adotando o enfoque exploratório e refinando à medida que vamos encontrando e observando os primeiros resultados.
Exemplo de revisão sistemática

Seguindo um passo a passo e os exemplos abaixo, você terá uma boa base para desenvolver sua pesquisa com Revisão Sistemática de Literatura

Exemplo de Metodologia Revisão Sistemática

Agora que você já sabe a fundo do que se trata essa tipologia de estudo, deve estar se perguntando como é possível colocar em prática essa pesquisa e quais elementos devem constar na mesma.

Desse modo, confira a seguir, um exemplo de como deve se dar o desenvolvimento de uma revisão sistemática, a partir dos seguintes passos:

1- Definir uma pergunta com clareza

Para que possamos iniciar uma revisão sistemática é necessário identificar e converter o problema, a incerteza, ou a lacuna de determinado conhecimento, em uma pergunta de pesquisa que possa ser respondida através do seu estudo.

Formular uma pergunta de pesquisa significa reduzi-la a termos claros e precisos, identificando seus componentes principais.

Exemplos possíveis de perguntas de pesquisa para uma revisão sistemática podem ser:

  • Como evoluiu a legislação no que diz respeito aos direitos dos animais?
  • Qual é o estado da pesquisa sobre Educação Ambiental na América Latina?

2- Especificação dos critérios de inclusão e exclusão dos estudos

No método de revisão sistemática precisamos definir as características dos estudos a serem incluídos ou excluídos em nossa pesquisa.

Como base para os critérios de inclusão, podemos considerar os seguintes aspectos:

  • A tipologia de método de estudo (por exemplo, só incluir estudos controlados ou aleatórios);
  • O tamanho das mostras de cada estudo;
  • O tipo de tratamento, tanto experimental como de controle;
  • O ano de publicação do estudo;
  • Capacidade de descrição do tema;
  • Resultados obtidos.

3- Formulação do plano de busca da literatura

Neste ponto, a recopilação das informações necessárias para o desenvolvimento do estudo devem ser exaustivas, envolvendo estudos publicados na web ou não.

Quando nos referimos a uma pesquisa de literatura exaustiva, estamos afirmando que o autor deve procurar o máximo de fontes possíveis dentro do seu nicho de interesse.

Esses dados podem ser obtidos nas bibliotecas das universidades, bancos de teses e dissertações das universidades, livros, artigos científicos, revistas, etc.

4- Registro dos dados e avaliação da qualidade dos estudos selecionados

A avaliação da qualidade dos estudos individuais que são incluídos nas revisões sistemáticas é necessária para limitar as distorções, formar uma ideia mais precisa das potencialidades, comparações e guiar a interpretação dos resultados.

A qualidade em si é difícil de definir. Uma dimensão da qualidade está relacionada com a validez dos achados gerados por um determinado estudo, por exemplo.

No entanto, podem existir outros fatores a serem considerados, dependendo da sua área de atuação.

5- Interpretação e apresentação dos resultados

Os achados dos estudos individuais devem ser agregados para produzir um determinado parâmetro, ou diferenciação entre os elementos dos temais textos.

Com isso, podemos elaborar uma tese ou artigo científico, onde apresentaremos aos nossos leitores, quais foram as interpretações possíveis as quais conseguimos chegar, e mais do que isso, se a nossa pergunta de pesquisa pode ser respondida com o fechamento do estudo.

5 Exemplo prontos e atuais de Metodologia Revisão Sistemática

Separamos 5 exemplos atuais de trabalhos acadêmicos que utilizam a Revisão Sistemática da Literatura para você se guiar.

  • Exemplo 1- Abordagem dos cuidados paliativos na terminalidade

PDF

  • Exemplo 2- Práticas ambientais em laboratórios químicos universitários:

PDF

  • Exemplo 3-A privação do sono e suas implicações na saúde humana

PDF

  • Exemplo 4-Comportamento sedentário em adolescentes brasileiros

PDF

  • Exemplo 5-Envolvimento Paterno e Temperamento Infantil

PDF

Gostou de nosso conteúdo? Precisamos de sua ajuda, compartilhando nosso artigo de hoje. Ficou alguma dúvida, escreva-nos nos comentários.

Leia e aprenda ainda mais: